Câmara desobriga servidor que tem filho com deficiência de compensar horário

Por
|

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados aprovou proposta do Senado que estende o direito a horário especial – sem a exigência de compensação de horário – ao servidor público federal que tenha cônjuge, filho ou dependente com deficiência (PL 3330/15). O texto também garante ao servidor remuneração integral.

Atualmente, a Lei 8.112/90 garante tratamento distinto aos servidores com deficiência e aos servidores que têm parente próximo (cônjuge ou filho) ou dependente com deficiência. No primeiro caso, a lei assegura horário especial de trabalho independentemente de compensação de horário; já no segundo, é exigido que o horário seja compensado, caso contrário poderá perder parte da remuneração diária.

O relator da proposta, deputado Hugo Leal (PSB-RJ), apoiou a medida e recomendou sua aprovação.

Como a proposta já havia sido aprovada pelo Senado, pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara, e tramita em caráter conclusivo, seguirá para sanção da presidência da República.

Fonte: Agência Câmara Notícias

Notícias Relacionadas:

  1. Comissão desobriga servidor que tem filho com deficiência de compensar horário
  2. Projeto prevê horário especial de trabalho para servidor que tiver dependente com deficiência
  3. Servidor que cuida de deficiente poderá ter horário especial
  4. Aposentadoria especial para servidor com deficiência terá novos critérios em novembro
  5. Câmara aprova pagamento de salário-maternidade a viúvo com filho