CSPCCO promove audiência sobre as falhas nas armas Taurus

Por
|

Foi realizada na tarde de ontem (quarta-feira, 03), na Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara dos Deputados, uma audência pública a requerimento do deputado Major Olimpio (SD-SP) e também do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), para debater os defeitos apresentados nas armas fornecidas aos órgãos de segurança pública da União, dos Estados e do Distrito Federal. A audiência foi acompanhada pelo Diretor Everson Feuser, Jesus Caamaño e assessoria parlamentar.

Apesar do foco não ser a empresa Taurus, todas as denuncias e críticas foram direcionadas às falhas nos armamentos produzidos pela Taurus. Um grupo de pessoas vítimas de acidentes por conta de armas Taurus, expuseram relatos pessoais bem como mostraram as sequelas gravíssimas oriundas de falhas.

O vice-presidente da Companhia Brasileira de Cartuchos (CBC) e agora também vice-presidente da Forjas Taurus (a CBC comprou a Taurus no ano passado), afirmou que a nova gestão da empresa, se compromete a garantir a qualidade de excelência em seus produtos e lamenta os ocorridos.

Três perítos também foram ouvidos na audiência; Domingos Tocchetto e Geraldo Bertolo, fizeram uma análise de alguns laudos periciais realizados em armas que supostamente falharam e realizaram disparos acidentais sem que tenha o gatilho ativado. Porém, por conta de uma ausência na legislação brasileira, os testes não puderam ser realizados fielmente às condições reais, adotando um modelo internacional onde os testes são realizados em chão emborrachado; com esse tipo de piso, não foram encontradas falhas nos armamentos.

Ao final da exposição, o deputado Major Olimpio descobriu que estes dois perítos foram contratados pela empresa Taurus. Somente um períto apresentou dados e fatos reais, foi Ladislau Brito Santos Júnior, que em sua exposição sugeriu uma alteração na legislação obrigando que no ato da compra de armas por licitações, antes que estas sejam entregues deverão passar por testes periciais realizados em chão de concreto.

Ao final da audiência, o presidente da CSPCCO, deputado Alexandre Baldy (PTN-GO), acatou uma solicitação pelos membros de criar uma Subcomissão dentro da CSPCCO, de modo a criar um projeto que possa sanar o problema de aquisição e qualidade de armas, inclusive com a quebra de monopólio da indústria de armamentos no Brasil. O deputado Major Olimpio pretende reunir assinaturas para criar a CPI da Taurus.

Há a perspectiva de haver mais audiências sobre o tema, com a participação de órgãos e autoridades afetadas por falhas em armas Taurus, onde trabalharemos para incluir a FenaPRF na reivindicação em armamentos de qualidade.

Confira aqui o vídeo da audiência pública.

Fonte: Contatos Assessoria Parlamentar

Notícias Relacionadas:

  1. FenaPRF na Audiência Pública da CSPCCO sobre o adicional de fronteira
  2. Manifestações marcam primeira audiência sobre porte de armas
  3. Comissão de Segurança discute defeitos em armas usadas por policiais
  4. FenaPRF solicita a realização de audiência pública na CDH da Câmara para debater ataque a servidores no Pará
  5. CTASP convida FenaPRF para participar de Audiência Pública sobre aposentadoria por atividade de risco de vida