FenaPRF e SinPRFs fazem reuniões com parlamentar e membro do governo pela manutenção da aposentadoria de risco

Por
|

A última semana foi de muita luta do sistema sindical dos PRFs contra a Reforma da Previdência Social (PEC 287/2016). Representantes de sindicatos regionais e da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais estiveram reunidos com o relator do Projeto da Reforma e com o secretário executivo do Ministério da Justiça.

Na quinta-feira (30), após o horário comercial, secretário executivo do Ministério da Justiça, José Levi, recebeu os sindicalistas para conversar sobre a possibilidade da manutenção da aposentadoria de risco, que é colocada pelos profissionais de segurança pública como essencial para a valorização das carreiras. A reunião teve a presença dos Deputados João Campos (PRB/GO) e Lúcio Vieira Lima (PMDB/BA). Os parlamentares passaram ao relator que a Reforma da Previdência não está considerando a questão de risco de vida dos policiais.

O presidente da FenaPRF, Pedro Cavalcanti, explicou aos parlamentares que está havendo uma desvalorização dos policiais brasileiros. “O Brasil vive um momento de aumento da violência e as ações do governo estão indo no sentido contrário. As últimas medidas só trazem prejuízo e desmotivação aos policiais”, disse.

O secretário levará as demandas ao Ministro e repassará a posição do Ministério da Justiça na semana que vem.

Reunião com o relator
A FenaPRF foi recebida na Câmara dos Deputados pelo relator da PEC 287/2016, Deputado Arthur Maia (PPS/BA), na última quarta-feira (29). Os sindicalistas levantaram vários questionamentos e a discussão foi intensa. De acordo com o relator, atualmente há cinco pontos que travam a reforma da previdência:

1. Aposentaria rural;
2. BPC – Salário mínimo;
3. Regra de transição;
4. Acumulação de aposentadoria e pensões;
5. Aposentadorias especiais.

O deputado baiano afirmou que está sensível à manutenção da aposentadoria de risco aos profissionais da segurança pública e que o custo com as polícias da União para o Governo Federal é insignificante no montante universal da Previdência.


A reprodução desta notícia é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência FenaPRF’

Notícias Relacionadas:

  1. Entidades se reúnem com ministério da Previdência pela manutenção da aposentadoria especial
  2. CTASP convida FenaPRF para participar de Audiência Pública sobre aposentadoria por atividade de risco de vida
  3. FenaPRF manifesta opinião durante Audiência Pública que discutiu a aposentadoria por atividade de risco de vida
  4. Tuitaço contra o fim da aposentadoria para atividades de risco
  5. Presidente da Câmara não demonstra apoio à aposentadoria de risco dos policiais