Meirelles defende reajuste a servidores e diz que descumprimento de acordo seria calote

Por
|

Na tentativa de convencer os investidores de que o governo não abriu mão do ajuste fiscal, apesar dos forte sinais de que a gastança continua desenfreada, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, defende os reajustes salariais concedidos a servidores públicos federais. Segundo ele, “o governo não pode começar um processo de ajuste dando calote em acordo assinado”, diz, ressaltando que os aumentos já estavam acertados desde a administração de Dilma Rousseff.

Na avaliação do ministro, os reajustes têm ficado abaixo da inflação e não terão grande impacto nas despesas do governo. Ele questiona ainda se faria sentido, para reverter os desequilíbrios, o governo fazer corte de gastos demitindo servidores. “O funcionário público tem estabilidade. Isso foi uma conquista do Estado brasileiro, que protegeu a máquina pública do aparelhamento, como temos visto e está sendo enfrentado”, assinala.

Fonte: Blog do Vicente – Correio Braziliense

Notícias Relacionadas:

  1. Em Dia Nacional de Lutas Planejamento não alivia e diz que reajuste de benefícios só seria possível em 2013
  2. Reajuste salarial: governo apresentará proposta aos servidores do Executivo até o fim deste mês
  3. Governo e sindicatos não chegam a acordo e greve de servidores continua
  4. Relator defende aprovação de reajuste dos servidores do Judiciário
  5. Ideli diz que governo não dará reajuste a servidores acima do previsto no orçamento da União