Ministro da Justiça se compromete a agilizar pautas importantes para servidores policiais

Por
|

Foto: Agência FenaPRF

Em reunião com entidades representativas de órgãos policiais na última quinta-feira (17), o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, se mostrou receptivo às questões colocadas em pauta pelos sindicalistas e disse não haver dificuldade para colocá-las em destaque para serem levadas a frente.

A reunião, de iniciativa do Deputado Federal Gonzaga Patriota (PSB/PE) ocorreu no gabinete do ministro, no Palácio da Justiça. O parlamentar explicou para Alexandre de Moraes que além de incômoda, a revalidação do registro de armas de fogo feita a cada três anos vem a ser cara para os servidores. Gonzaga Patriota discursou também sobre a importância do porte para os policiais aposentados. “Quem é médico ou professor quando se aposenta não tem problemas, segue sua vida e ninguém o reconhece na rua. O servidor policial não, ele é policial a vida toda”, afirmou o parlamentar.

O deputado entregou ao ministro um documento com a explicação acerca da pauta para não estender a reunião, em anexo ao ofício, estavam os pedidos formalizados em 2012 endereçados ao chefe da pasta à época, José Eduardo Cardozo e também à Gleisi Hoffmann, que era Ministra-Chefe da Casa Civil do governo no ano em questão. Gonzaga Patriota destacou que há quatro anos o assunto está parado.

Agilidade no registro de porte de armas
Outro assunto colocado em mesa foi uma medida para agilizar registro de armas dos policiais. Renato Dias, Diretor Parlamentar da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) explicou ao responsável pelo Ministério da Justiça que o registro poderia passar a ser de responsabilidade de cada instituição policial. Flávio Werneck, vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) informou que o pedido desafogaria a Polícia Federal, que atualmente concentra todos os registros e ainda tem outras demandas de igual importância.

Alexandre de Moraes esteve atento a toda discussão e disse não ver dificuldades para tocar as pautas, mostrando interesse e concordando com as afirmações feitas pelos representantes de entidades policiais presentes.

Estiveram presentes na reunião além da FenaPRF e do Deputado Gonzaga Patriota, o vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef), Flávio Werneck; o Presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis, Jânio Gandra e o Presidente da Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal, Sandro Avelar.


A reprodução desta notícia é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência FenaPRF’

Notícias Relacionadas:

  1. Ministro da Justiça recebe FenaPRF para discutir pauta específica
  2. Aprovados com curso de formação recorrem ao Ministério da Justiça
  3. FenaPRF está pronta para negociar com MPOG reivindicações dos servidores públicos federais e pautas específicas
  4. Entidades debatem porte de armas para aposentados com o Ministério da Justiça
  5. Senador Delcídio do Amaral solicita ao Ministro da Justiça que receba os policiais rodoviários federais