Ministro defende “segurar” propostas de reajustes de servidores públicos

Por
|

O ministro da Secretaria de Governo da Presidência, Geddel Vieira Lima, defendeu hoje (22) que os reajustes salariais de servidores públicos deixem de ser analisados neste momento pelo Congresso Nacional para que sejam priorizadas medidas econômicas. Após participar de almoço com o presidente interino Michel Temer e lideres partidários na casa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (PMDB-RJ), Geddel afirmou que o país “precisa aprovar suas reformas estruturantes”.

“O que passou, passou. Eu acho que agora é o momento de segurar um pouco essa questão de reajustes. O país precisa sinalizar claramente o compromisso com o combate ao déficit público, com a austeridade fiscal. É esse o sentimento do governo nessa hora”, avaliou o ministro, referindo-se também às propostas de algumas categorias que já foram aprovadas.

Quanto ao reajuste dos vencimentos de ministros do Supremo Tribunal Federal, Geddel Vieira Lima disse que o assunto está sendo discutido no Senado. “Vamos ver o trâmite no Senado. Até agora, como cabe ao presidente do Senado, Renan Calheiros, dentro do que estabelece o regimento, ver como vamos tratar essa questão do teto [do funcionalismo] especificamente”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil

Notícias Relacionadas:

  1. Senador José Medeiros (PPS/MT) critica governo e cobra reajustes para servidores públicos
  2. Servidores públicos ameaçam fazer greve por reajustes nos contracheques
  3. Entidades dos servidores públicos federais se reúnem com ministro Berzoini para pedir o retorno da licença classista remunerada
  4. Em reunião na Confederação dos Servidores Públicos do Brasil, FenaPRF defende licença classista
  5. Ministro defende controle das fronteiras para reduzir a violência