Nota de Pesar: PRF assassinado em Catalão-GO

Por
|

Foto: Arq. Pessoal

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), com muita tristeza, lamenta o atentado contra o colega policial rodoviário federal Adu Celso Barros, de 42 anos, morto a tiros durante um assalto, na noite de segunda-feira (3), em Catalão, no sul de Goiás.

A suspeita é de latrocínio mas ainda não foi descartada a possibilidade de crime premeditado, o que será devidamente investigado. Dois criminosos abordaram o PRF Barros na porta de casa. Ele estava de folga e chegava na residência com a filha, de 11 anos, na garupa da moto. Segundo relatos e vídeos de câmeras de segurança, a criança desceu, abriu o portão e entrou na casa. Foi nesse momento que os bandidos abordaram o PRF no interior da garagem.

Barros acabou atingido por quatro disparos, um no rosto e três no abdômen, não conseguiu resistir aos ferimentos e morreu no local. Após disparar contra o PRF, os agressores fugiram em um GM/ Corsa, de cor prata. Eles também levaram a arma do colega.

Equipes de reforço de Policiais Rodoviários Federais de Goiânia/GO, Rio Verde/GO, Uberlândia/MG e Brasília/DF já se deslocaram para apoiar a força-tarefa nas buscas pelos autores do crime e elucidação do caso. As Polícias Militar e Civil de Catalão também estão unidas à PRF, prestando apoio irrestrito ao caso.

Barros tinha 42 anos, estava na PRF desde 1996 e deixa esposa e uma filha, que presenciou o fato trágico.

A FenaPRF, em nome de todo o sistema sindical dos policiais rodoviários federais, se coloca à disposição e se solidariza com os familiares do estimado e bravo colega Barros para prestar todo o apoio neste momento de luto e tristeza.

A entidade parabeniza ainda o empenho dos colegas que estão se esforçando ao máximo para a captura dos criminosos, com o objetivo de solucionar todas as circunstâncias deste terrível crime.


A reprodução desta notícia é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência FenaPRF’

Notícias Relacionadas:

  1. Nota de pesar pelo falecimento de Christovao Revoredo
  2. Nota de Pesar pelo falecimento de Eduardo Campos
  3. NOTA À SOCIEDADE
  4. Nota sobre o uso da força de choque da PRF
  5. Nota Oficial sobre a mudança no MJ