Audiência Pública debate medidas para diminuir mortes no trânsito

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Em audiência pública na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, autoridades do do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, do Ministério da Saúde e de conselhos estaduais de trânsito debateram o alto índice de mortes e lesões no trânsito brasileiro em mais uma rodada de conversas sobre o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (PNATRANS).

De acordo com o Diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias, o que precisa ser feito é a unificação dos órgãos para um trabalho consistente e com campanhas popularizadas. “Não tem fórmula mágica para diminuirmos os números de mortos e feridos em acidentes. É trabalho, trabalho, trabalho. Precisamos de recursos suficientes para investir em campanha. Temos que massificar as campanhas em TV, Rádio, TVs educativas, fazer campanhas educativas em escolas, órgãos públicos”, afirmou.

Representando o Ministério da Saúde, Mária de Fátima Souza (diretora do Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não Transmissíveis e Promoção da Saúde – DANTPS) ressaltou que os acidentes têm um custo muito alto à sociedade. “E pra você ter uma ideia, o custo de tratamento de um acidentado é tão alto que é mais barato pra nós pagarmos um fiscal de trânsito do que pagar pelas internações.”

De acordo com dados apresentados pela PRF na audiência, o objetivo da instituição policial é diminuir de 3 mortos a cada 100 mil pessoas em rodovias para 1,5 a cada 100 mil pessoas, dentro do prazo de dez anos, conforme prevê o PNATRANS.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.