Author Archive:

Vídeo explicativo sobre o fim do Foro Privilegiado

A Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF), membro do Movimento Acorda Sociedade, preparou um vídeo explicativo sobre a importância do fim do foro privilegiado. No vídeo, fica claro o significado que terá a aprovação da PEC 333/2017.

 

 

 

 

 

NOTA PÚBLICA – Troca na direção da PRF

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), legítima representante nacional da categoria de Policiais Rodoviários Federais, vem a público manifestar suas congratulações ao PRF Adriano Marcos Furtado pela indicação, na última sexta-feira (07), ao cargo de diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal.

Acreditando que o tema segurança pública ganha cada vez mais importância na sociedade brasileira, e entendendo que a Polícia Rodoviária Federal possui um papel de destaque e de aplicação estratégica importantíssima na colaboração para o crescimento do país, desejamos ao PRF Adriano Furtado muito sucesso em sua missão. Que possa estar pronto para dar a melhor condução à instituição e, consequentemente, aos milhares de PRFs que possuem vontade e capacidade inesgotável de serem protagonistas nesse processo.

Mesmo o sistema sindical dos PRFs não sendo partícipe de qualquer processo de indicação ou direcionamento de escolha para a direção-geral da instituição, a FenaPRF compreende que o futuro Ministro da Justiça, Sérgio Moro, tenha levado em consideração a análise de critérios técnicos visando o melhor desempenho possível exigido pelo cargo que carrega tamanha responsabilidade no cenário da segurança pública nacional.

Ao passo em que deseja sucesso ao futuro dirigente do órgão, a FenaPRF destaca e agradece o valoroso trabalho desempenhado pelo PRF Renato Antônio Borges Dias, que encerra um ciclo de comando muito bem sucedido e com excepcionais resultados à frente da Polícia Rodoviária Federal.

Com a certeza de que a troca no comando é um processo natural e se deu por razões de ordem de mudança política, o sistema sindical dos PRFs deseja que a trajetória do futuro diretor do órgão seja exitosa e se coloca à disposição desde já para contribuir neste processo, objetivando que a sociedade receba o melhor serviço possível da PRF, ao passo em que a instituição e seus servidores possam ser valorizados e reconhecidos.

FenaPRF entrega a Sérgio Moro carta com demandas da categoria

Em evento no CCBB, sede da transição de governo em Brasília, na manhã desta quinta-feira (06), no Representantes da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) entregaram uma carta de demandas dos PRFs ao futuro ministro da justiça, Sérgio Moro.

O jurista, escolhido pelo presidente eleito para comandar o Ministério da Justiça, afirmou que gostou dos resultados da PRF que foram apresentados a ele até o momento. De acordo com Sérgio Moro, a Polícia Rodoviária Federal é um órgão estratégico para o combate ao crime organizado no Brasil.

Na carta entregue a Moro, a FenaPRF destaca pontos críticos ao policiais rodoviários federais como dados da mortalidade de policiais, a crescente desvalorização da pensão policial e a importância do alinhamento das carreiras policiais do Ministério da Justiça.

O documento também traz informações importantes como resultados da atuação da PRF em acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras e medidas que contribuirão para uma melhoria.

Clique aqui e confira a carta na íntegra.

Gabinete Integrado se reúne com Presidente Eleito

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) participou, junto às entidades do Gabinete Integrado das Forças de Segurança Pública, de reunião com o presidente e o vice-presidente eleitos, Jair Bolsonaro e Mourão. O encontro aconteceu na manhã desta quinta-feira (06) no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, sede da transição de governo.

Os representantes sindicais e de associações se apresentaram ao presidente eleito e explicaram, resumidamente, as principais lutas que cada categoria busca dentro das discussões no Gabinete Integrado, que une forças para melhorar a segurança brasileira com sugestões de políticas públicas fortes.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Paulo Carniel, destacou a importância da participação dos policiais rodoviários federais na composição do Ministério da Justiça, pasta a qual o Departamento de Polícia Rodoviária Federal voltará a fazer parte. “Estamos um pouco preocupados por ainda não termos nenhum PRF sendo anunciado em cargos estratégicos no Ministério da Justiça. Acredito que as expertises que desenvolvemos na gestão e policiamento ostensivo nas rodovias brasileiras são muito importantes para a construção das politicas do futuro governo”, afirmou.

Bolsonaro prometeu analisar o questionamento do presidente da FenaPRF e colocou à disposição para discutir as pautas levantadas pelos presentes. “Reconheço a situação da PRF e ontem mesmo conversei com o Sérgio Moro sobre isso. Em breve será indicado o novo diretor-geral. Eu quero proatividade dos meus ministros, temos que ter uma solução para nossas polícias porque a economia está ligada diretamente à segurança pública. O que der para resolver vamos resolver”, afirmou o presidente eleito.

Reforma da Previdência
Deolindo Carniel ressaltou que os policiais sejam procurados pelo futuro governo para discutir a reforma da previdência. “Nós sabemos a importância que a reforma da previdência terá para a economia e entendemos a necessidade, mas nós como representantes dos policiais de todo o Brasil pedimos que sejamos ouvidos nas discussões da formação de um projeto de reforma da previdência. Temos especificidades em nossas atividades que devem ser levadas em conta, são atividades de alto risco”, disse.

Gabinete Integrado
Conhecido como Gabinete Integrado das Forças de Segurança Pública, entidades de representantes da segurança brasileira se reúnem há mais de seis anos para discutir políticas públicas que melhorem o serviço prestado aos cidadãos brasileiros e também as condições de trabalho de todos os operadores da segurança. Estão representados no Gabinete Integrado: bombeiros e policiais militares de todos os estados, peritos, papiloscopistas agentes e escrivães da Polícia Federal, policiais rodoviários federais, procuradores da República, promotores e comandantes de polícias e bombeiros.

 

Confira as fotos da reunião:

 

RJ: PRF flagra carreta descarregando 25 mil litros de gasolina sem nota fiscal na BR-101

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou na noite desta segunda-feira (3) uma carreta descarregando 25 mil litros de combustível em um posto sem nota fiscal no km 74 da BR-101, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Segundo a PRF, o motorista do veículo confirmou que não tinha nota fiscal e o dono do posto, que também não tinha documentação, apresentou apenas uma nota fiscal antiga aos agentes.

Os dois homens foram levados para a 134ª Delegacia de Polícia e autuados por crime contra a ordem tributária.

Fonte: G1

BA: PRF apreende mais de uma tonelada de maconha; carga é avaliada em R$ 23 milhões

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na tarde desta quinta-feira (29), aproximadamente uma tonelada e meia de substância com características semelhantes à maconha. O entorpecente,  escondido  em meio a uma carga de esterco, estava dentro de um compartimento da carroceria do semi-reboque acoplada ao caminhão Volvo.

O flagrante ocorreu durante uma fiscalização da PRF de combate a criminalidade no KM 677 BR 116, em Jequié, sudoeste da Bahia.

Inicialmente foi dada ordem de parada ao veículo que estava transportando carga de esterco de galinha, sendo realizado pelos agentes os procedimentos de fiscalização. Durante a entrevista, percebeu-se certo nervosismo do motorista, um homem de 39 anos.

Em seguida foi realizada vistoria minuciosa no semi-reboque, foi quando os agentes perceberam indícios de alteração na estrutura da carroceria do caminhão. Após retirada da carga de esterco foi visualizado um compartimento oculto no assoalho da carroceria, sendo encontrado 1.540 tabletes de substância com odor característico à maconha, pesando aproximadamente um mil e quatrocentos quilos.

Ao ser questionado, o homem informou que recebeu o entorpecente em Toledo (PR) com destino a cidade baiana de Jequié, onde receberia mais informações a respeito do destino final da droga. Falou ainda que receberia determinada  importância pelo transporte, bem como estava sendo monitorado por um ‘batedor’ que lhe passava às informações – através do celular – do trajeto e condições de fiscalização da rodovia.

Posteriormente, os policiais conseguiram identificar uma caminhonete Amarok em atitude suspeita no trecho da rodovia, conduzida por um homem e como passageira uma mulher. Ambos informaram que foram contratados por uma pessoa a qual não souberam identificar para realizar o serviço de ‘batedor’, tendo recebido uma quantia para a realização do serviço.

Diante dos fatos, todos os envolvidos foram levados juntamente com o produto apreendido para a Delegacia de Polícia Civil em Jequié (BA), para adoção das providências cabíveis.

Fonte: Agência PRF

CONCURSO PRF: Edital para 500 vagas é publicado

Foi publicado na edição do Diário Oficial da União de hoje o edital do concurso para 500 vagas de policial rodoviário federal. As inscrições serão abertas no dia 03 de dezembro.

Uma especificidade do concurso de 2018 será a regionalização de todo o processo seletivo. Os concurseiros farão as provas nos locais que escolherão como pretendidos a trabalhar.

De todas as vagas, 100 estarão disponíveis para candidatos negros e 33 para pessoas com deficiência. A distribuição das 500 vagas é feita em 17 estados e para se inscrever é necessário ter curso de formação superior (bacharelado, licenciatura ou tecnólogo).

A carga horária do policial rodoviário federal é de 40 horas semanais e o salário inicial é de R$ 9.473,57.

O concurso é organizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe – CESPE) e as provas estão previstas para serem aplicadas no dia 03 de fevereiro.

A validade do concurso será de 30 dias renovável por mais 30 dias após o final do processo seletivo.

Vagas por estado:
– Acre (17 vagas)
– Amapá (28 vagas)
– Amazonas (23 vagas)
– Bahia (17 vagas)
– Goiás (27 vagas)
– Maranhão (18 vagas)
– Mato Grosso (9 vagas)
– Mato Grosso do Sul (35 vagas)
– Minas Gerais (57 vagas)
– Pará (81 vagas)
– Piauí (22 vagas)
– Rio de Janeiro (10 vagas)
– Rio Grande do Sul (74 vagas)
– Rondônia (15 vagas)
– Roraima (23 vagas)
– São Paulo (19 vagas)
– Tocantins (25 vagas)

FenaPRF visita o Núcleo de Estudos da Violência da USP

Na última segunda-feira (26), a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais visitou o Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP) e teve um encontro com Bruno Paes Manso, pós-doutorando com pesquisa direcionada a estudar dados de homicídios, confiança institucional e legitimidade.

A reunião faz parte do processo de construção do II Congresso Nacional organizando pela FenaPRF, previsto para acontecer em 2020. A Federação dos PRFs busca estudiosos da área da segurança pública para contribuir com a discussão de melhorias para a Polícia Rodoviária Federal (PRF) no cenário nacional, incluindo a colaboração com a segurança pública brasileira.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, e  o diretor de secretaria, Lourismar Duarte, apresentaram a Bruno características marcantes da PRF e dados da atuação da polícia nas rodovias nacionais. Mereceu destaque na explanação o fato da PRF ter carreira única, os altos índices de aprovação perante à opinião pública e a atuação cidadã.

Pelo fato de o pesquisador ser um dos autores do livro “A Guerra”, entrou em discussão temas como a nacionalização do crime organizado no Brasil e a importância de se desenvolver metodologias de identificar focos de surgimento do crime organizado com o combate imediato, aumentando a sensação de segurança da população.

Foi ressaltado pelo presidente da FenaPRF números alarmantes como a quantidade de vítimas da violência no trânsito e de homicídios. “Apesar da diminuição contínua do contingente de policiais a PRF está conseguindo reduzir o número de vítimas em acidentes. Essa redução de contingente se dá também por desvio de PRFs para atividades administrativas e outras que não são a de policiamento”, afirmou o sindicalista.

PR: PRF e PF apreendem 110 quilos de maconha em Guaíra

A Policia Rodoviária Federal (PRF) em conjunto com a equipe K9 da Policia Federal (PF) apreenderam 110 quilos de maconha escondida no assoalho de uma caminhonete na tarde deste domingo (25) em Guaíra (PR).

Por volta das 13h deste domingo (25), a equipe da PRF abordou uma caminhonete em frente a sua Unidade Operacional, na Ponte Ayrton Senna. O condutor da caminhonete encontrava-se com a carteira de habilitação cassada.

Durante a fiscalização, foi feita uma busca minuciosa ao veículo e, com o auxílio de cão farejador da equipe K9 da PF, foram encontrados ocultos no veículo 140 tabletes de maconha, totalizando 110 quilos da droga.

O condutor, que também era o proprietário do veículo, informou que carregou a droga na cidade de Salto Del Guairá no Paraguai e transportaria para a cidade de Apucarana (PR). A equipe deu voz de prisão ao condutor pelo crime de tráfico internacional de drogas e a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

Fonte: Bem Paraná

Congresso desiste de adiar reajuste de servidor

O Congresso enviou para o gavetão dos assuntos pendentes a medida provisória de Michel Temer que adiaria para 2020 o reajuste salarial de 372 mil servidores públicos (209 mil ativos e 163 mil aposentados). Convencidos de que o presidente da República sancionará nesta semana o aumento de 16,38% para ministros do Supremo Tribunal Federal, os parlamentares concluíram que já não faz sentido arrochar o contracheque do funcionalismo.

Sem o adiamento, o governo de Jair Bolsonaro, a ser empossado em 1º de janeiro, deixará de economizar R$ 4,7 bilhões em 2019. Considerando-se que o reajuste do Supremo custará pelo menos R$ 4 bilhões, a nova administração terá de cavar no deficitário orçamento do ano que vem R$ 8,7 bilhões. O prazo para o anúncio da decisão de Temer sobre a folha do Supremo vence nesta quarta-feira (28).

Deputados e senadores enxergaram o provável aval do presidente para o tônico salarial do STF como um lavar de mãos. Estranharam que Bolsonaro e seus operadores não tenham se mobilizado para desarmar no Legislativo as bombas salariais. E optaram por não se indispor com as corporações beneficiadas com os reajustes —entre elas a elite da Polícia Federal, da Receita Federal e do Banco Central.

A MP do adiamento teria de passar por uma comissão especial antes de chegar aos plenários da Câmara e do Senado. O colegiado já se reuniu três vezes para escolher um presidente, um vice e um relator. Faltou quórum. Não há no calendário do Legislativo, por ora, nenhum vestígio de agendamento de uma nova reunião da comissão. A proposta de Temer deve caducar por decurso de prazo.

Fonte: Blog do Josias – UOL