Author Archive:

PRFs lançam o Patrulha da Lei

Policiais rodoviários federais de todas as regiões do Brasil se uniram para fazer a Patrulha da Lei. Uma iniciativa que visa levar os PRFs para os centros políticos dos estados brasileiros e no Congresso Nacional.

Indignados com a corrupção e injustiças cometidas no âmbito da velha política, homens e mulheres PRFs querem fazer a diferença, levando a visão cidadã que têm como policiais rodoviários para as tomadas de decisões à população, e voltando-se a efetivamente utilizar a política como meio de servir ao povo.

Todos os candidatos e candidatas que fazem parte da Patrulha da Lei assinaram o compromisso com a sociedade de lutar por pautas que tragam benefícios à população, com uma linha de ação voltada a melhorias na Segurança Pública.

Conheça mais sobre as ideias e os candidatos nas cinco regiões do país.

http://patrulhadalei.com.br

https://www.facebook.com/Patrulha-da-Lei-1854533617917690/

FenaPRF entrega a Fernando Haddad carta aos Presidenciáveis

Na tarde da última terça-feira (18), a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) teve uma agenda com o Candidato à Presidência da República, Fernando Haddad e com a vice da chapa, Manuela d’Ávila. Na ocasião, a entidade pode entregar aos candidatos a Carta aos Presidenciáveis, produzida pelos representantes dos PRFs.

O encontro, ocorrido em Florianópolis/SC, foi viabilizado por gestão do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Santa Catarina (SinPRF/SC) juntamente com a Federação. O candidato estava em agenda na capital catarinense e separou um horário para receber as pautas dos policiais rodoviários federais.

Representando a FenaPRF, o Vice-presidente da entidade, Dovercino Neto, apresentou os pontos das propostas contidas na carta e as principais demandas da categoria.

Manuela d’Ávila já integrou a Frente Parlamentar em defesa da PRF | Foto: FenaPRF

A candidata a Vice-presidente, Manuela d’Ávila, afirmou que quando era Deputada Federal integrou a Frente Parlamentar em Defesa da PRF, que à época era presidida pela Deputada Alice Portugal (PCdoB/BA).

Após escutar os representantes do sistema sindical dos PRFs, Fernando Haddad disse conhecer o Projeto de Segurança Pública Integrada (SPI), do Departamento de Polícia Rodoviária Federal.

Entrega das Cartas aos Presidenciáveis
A FenaPRF enviou ofício acompanhado da carta propositiva aos 13 candidatos que disputam o cargo de Presidente da República. As cartas, em formato de revista, foram enviadas à sede dos partidos com ofícios solicitando reuniões com os presidenciáveis.

Mesmo com o envio, a FenaPRF e os Sindicatos Regionais estão buscando os candidatos para fazer a entrega da carta impressa em mãos, de forma que se consiga destacar os principais pontos contidos no texto. Essa foi a primeira solicitação atendida.

Estiveram presentes na reunião, o Vice-presidente da FenaPRF, Dovercino Neto, representando o Presidente Deolindo Carniel; o presidente do SinPRF/SC, Paulo Sérgio e o Diretor parlamentar do SinPRF/SC, Gerson Faria.

MT: PRF apreende carregamento de defensivos agrícolas falsificados em Mato Grosso

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu cerca de 6 mil litros defensivos agrícolas falsificados durante fiscalização na BR-364, em Santo Antônio do Leverger (34 km de Cuiabá). A abordagem ao caminhão baú, com placas de São Paulo, foi realizada por policiais do Grupo de Policiamento Tático. Ao abrirem o compartimento de carga, eles se depararam com caixas onde estavam dezenas de galões contendo fungicida.

As embalagens estavam aparentemente em desacordo com a legislação de transporte de produtos perigosos, o que levou os agentes a consultarem a empresa para avaliar o carregamento.

Em resposta, os técnicos consultados informaram que o material de embalagem não estava de acordo com a contra amostra, sendo possivelmente falsificado.

Uma nota fiscal foi apresentada aos policiais será avaliada pelas autoridades para saber se trata-se de um documento falso ou adulterado.

O proprietário do veículo, um homem de 42 anos, informou desconhecer a procedência do agrotóxico, mas confessou que os recebeu em sua fazenda no município de Franca, em São Paulo, o os levaria até Diamantino.

Ele, juntamente com o veículo e todo material apreendido, foi encaminhado à Polícia Civil em Cuiabá.

A PRF tem intensificado a fiscalização do transporte de produtos perigosos nas rodovias federais que cortam o Mato Grosso. Só no período de 3 a 9 deste mês, quando realizada a Operação Temática de Fiscalização de Produtos Perigosos – OTEPP no município de Sorriso, durante fiscalizações na BR-163, foram lavrados 324 autos de infração por diversas irregularidades no transporte desse tipo de carga.

Fonte: SóNotícias

PE: PRF realiza Operação Semana Nacional do Trânsito em Pernambuco

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) inicia, nesta quarta-feira (19), a Operação Semana Nacional do Trânsito 2018, nas rodovias federais de Pernambuco. O principal objetivo da ação, que segue até o dia 25 de setembro, é conscientizar motoristas e passageiros sobre o papel de cada um na promoção da segurança viária e na redução da violência no trânsito. A operação contará com o apoio de policiais da Bahia, Ceará, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro.

Entre as atividades previstas para esse período, estão o reforço na fiscalização de infrações graves, como a embriaguez ao volante, o excesso de velocidade, a falta do cinto de segurança e o uso irregular de motocicletas, além de ações integradas de educação para o trânsito. As blitzes educativas ocorrem em conjunto com o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), Operação Lei Seca (OLS), Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco (CBMPE), Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), Universidade de Pernambuco (UPE) e outros órgãos de trânsito.

Acidentes e Autuações – De janeiro a junho de 2017, foram registrados 1.779 acidentes nas rodovias federais de Pernambuco, que deixaram 1.548 feridos e 169 mortes. No mesmo período deste ano, foram registrados 1.387 acidentes, com 1.298 feridos e 150 mortes. Isso representa uma redução de 22% na quantidade de acidentes, 16% no total de feridos e 11% no número de mortes.

Entre os principais tipos de acidente no primeiro semestre de 2018, destacam-se as colisões traseiras(275), saídas de pista(183) e colisões laterais(173). Já entre as principais causas de acidente, estão a falta de atenção do condutor, com 522 acidentes e 35 mortes, a desobediência às normas de  trânsito, com 140 acidentes e 22 mortes, a ingestão de álcool pelo motorista, com 110 acidentes e 11 mortes, e a velocidade incompatível, com 86 acidentes e 15 mortes.

Nesse período, foram emitidas 54.421 autuações por diversas irregularidades, como ultrapassagens indevidas (3.070), não uso do cinto de segurança (2.666), embriaguez ao volante  (886), falta da cadeirinha (268) e do capacete (424). Além disso, foram registradas 19.660  imagens de radar por excesso de velocidade. Já as ações de educação para o trânsito alcançaram 16.262 pessoas, através de palestras e abordagens educativas.
Histórico

O Dia Nacional do Trânsito, celebrado em 25 de setembro, foi instituído a partir da promulgação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), em 1997. Todos os anos um tema específico é debatido ao longo da Semana do Trânsito e os temas abordados são escolhidos pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran).
Para o ano de 2018, por meio da Resolução nº 722/18 do Contran, foi estabelecido o tema “Nós somos o trânsito”, que deve ser utilizado em todas as campanhas educativas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito. A referida Resolução traz ainda o calendário de campanhas nacionais, que define o período de 18 a 25 de setembro como o da Semana Nacional de Trânsito.

Assim, serão promovidas, nesse período, ações de fiscalização e de educação para o trânsito, que visam aumentar a consciência dos usuários da via, bem como promover a importância de um trânsito civilizado na sociedade.

Fonte: Diário de Pernambuco

RJ: Polícia Civil e PRF apreendem 16 pistolas e um fuzil em carro na BR-116, no RJ

Um homem foi preso, na manhã desta segunda-feira (17), na BR-116, sentido Rio de Janeiro, com 16 pistolas, um fuzil 762 e carregadores dentro do carro. A ação é da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme).

Wagner Frederico Pini, de 48 anos, foi preso em flagrante pelos agentes. De acordo com o delegado assistente da Desarme, André Leiras, o material apreendido durante um patrulhamento de rotina. O material chamou a atenção dos policiais por ser de última geração.

“O tipo de armamento apreendido, demonstra a sofisticação dos traficantes. A polícia faz um esforço muito grande para impedir e minimizar a entrada desse armamento. Ele foi preso em flagrante, está prestando depoimento e vai ser levado para a disposição da Justiça”, contou Pini.

Todas as pistolas apreendidas estavam com um kit rajada. A Polícia Civil estima que as apreensões somem um valor de aproximadamente R$ 250 mil.

Um dos objetivos da Desarme é pedir à Justiça que o armamento apreendido possa ser utilizado pela PRF e pela Polícia Civil no enfrentamento ao crime organizado.

Fonte: G1

DF: Na BR-040, motorista sem carteira é flagrado com 16 passageiros em carro que só poderia ser usado como sucata

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou, na tarde deste domingo (16), um Fiat Tempra com 17 pessoas – o veículo tem capacidade apenas para motorista e mais quatro passageiros.

O carro passava pelo km 8 da BR-040, na altura de Santa Maria, no Distrito Federal, quando foi parado pelos policiais.

Segundo a PRF, as seguintes irregularidades foram encontradas:
– Estavam no carro 17 pessoas – inclusive um bebê de 4 meses;
– Três crianças eram transportadas em um porta-malas totalmente fechado, com problema na trava;
– O motorista não tem carteira nacional de habilitação (CNH);
– O veículo poderia ser usado apenas como sucata ou para reposição de peças, segundo o sistema do Detran;
– O motorista dirigia em alta velocidade;
– O carro foi flagrando fazendo ultrapassagens pela direita;
– Pneus e freios estavam sem condições de uso.

O motorista, de 26 anos, informou aos policiais que estava voltando de um clube junto de parentes e vizinhos. O teste de bafômetro deu negativo

O carro utilizado pelo grupo foi apreendido, recolhido ao depósito da PRF e retirado de circulação.

O motorista assinou um termo circunstanciado de ocorrência (TCO) e foi liberado para responder na Justiça por dirigir veículo automotor em via pública gerando perigo de dano e sem possuir CNH.

Fonte: G1

Corrida da PRF reúne atletas e policiais rodoviários federais em Belo Horizonte

A “Corrida PRF – Segurança no Trânsito” movimentou Belo Horizonte/MG no último domingo (16). Policiais rodoviários federais, familiares e corredores de rua confraternizaram em um clima de união e descontração na capital mineira.

Além da corrida, foram expostos equipamentos e veículos da Polícia Rodoviária Federal na Praça Nova Pampulha. Adultos e crianças se divertiram com as atividades ao ar livre e demonstrações do trabalho feito pelos policiais rodoviários federais.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, participou da corrida e afirmou ser essencial que ações como essa sejam feitas com regularidade. “O papel da PRF como uma polícia cidadã fica evidente em eventos como esse, é importante que a população conheça os policiais e as atividades que eles desenvolvem. Juntos construiremos um trânsito mais seguro e uma segurança pública participativa”, explicou.

Os participantes das provas de 2, 5, 10 e 14km receberam medalhas ao final das provas e puderam curtir o fim do evento organizado pelo Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Minas Gerais (SinPRF-MG) com a Superintendência da PRF no estado.

Além do perfil de confraternização, a Corrida PRF abre a semana nacional de trânsito que tem como tema “Nós somos o trânsito”, com mobilizações e discussões em torno da troca de ações e informações das autoridades de trânsito e a sociedade.

 

 

FenaPRF intervém nas ADIs contra o adiamento do reajuste dos servidores do executivo federal

A FenaPRF pediu ingresso como amicus curiae nas ADIs 6008, proposta pela Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, e 6009, do PSOL, que tramitam no STF sob a relatoria do Ministro Ricardo Lewandowski.

As referidas ações tratam do adiamento da recomposição salarial dos servidores do executivo federal de 2019 para 2020, proposta através da famigerada Medida Provisória 849.

As ações se baseiam em decisão do ano passado do ministro Ricardo Lewandowski, quando o governo também editou uma MP (nº 805) para postergar por um ano reajustes já previstos em lei. Assim, a ação foi distribuída automaticamente ao ministro, em razão da prevenção dele para o caso.

Na ocasião, Lewandowski concedeu liminar favorável ao assunto, corroborando, à época, que, se é verdade que o chefe do Executivo pode muito ao adotar medidas provisórias, também é fato que a ele não é dado o poder de fazer tudo com tais instrumentos, como desconstituir direitos adquiridos.

“Ao editar norma com conteúdo idêntico ao da MP n. 805/17, o Chefe do Poder Executivo não só replica as mesmas inconstitucionalidades, como acrescenta lesões ainda mais graves ao Estado Democrático de Direito brasileiro. O descumprimento explícito da decisão proferida na ADI n. 5.809/DF, mediante a reedição literal de medida provisória suspensa judicialmente, configura, a um só tempo, violação aos princípios da imperatividade das decisões judiciais e da separação dos poderes”, sustenta a ADI. O adiamento fere, ainda, o direito adquirido e o princípio da irredutibilidade salarial dos servidores públicos.

O argumento de que representaria uma economia também não faz sentido. O governo tem R$ 1,5 trilhão em despesas financeiras, que hoje consome mais da metade do orçamento federal. Além disso, desonerações fiscais e sucessivos “refinanciamentos” de dívidas fiscais custam centenas de bilhões de reais todos os anos aos cofres públicos, de forma que a medida proposta, além de inconstitucional e ferir os direitos dos servidores, não resolve o problema fiscal do país, que tem causas mais profundas.

MS: Motorista é preso pela PRF com 160 quilos de cocaína em carreta

Um motorista de 51 anos foi preso com 160 quilos de cocaína em uma carreta no final da tarde desta quarta-feira (12) na BR-163 em Dourados, cidade a 220 quilos de cocaína, em um posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal). O condutor disse à polícia que levava a droga para o Rio Grande do Sul.

De acordo com a PRF, o homem de 51 anos contou que pegou a carreta carregada com o em Ponta Porã e a levaria para o sul do país, onde receberia R$ 30 mil pelo transporte.

A droga escondida em pneus da carreta. Segundo o site MS em Foco, os pneus foram desmontados em uma borracharia e a droga levada junto com o autor para a sede da Polícia Federal em Dourados.

Fonte: Midia Max

FenaPRF discute Índices de Produtividade Operacional com o Departamento

Diretores da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), estiveram no DPRF na manhã da última terça-feira (11) e discutiram acerca da regulamentação dos Índices de Produtividade Operacional no âmbito do órgão.

Com a edição do Decreto 8.282 de 2014, os critérios para a promoção e progressão na carreira PRF sofreram diversas alterações, dentre elas a remoção do limitador de 50% dos servidores para a ascensão na carreira.

A partir de então, o DPRF está elaborando estudos e sistemas para implementar as ferramentas que irão permitir avaliar os servidores pelos mais variados aspectos, como participação em eventos de capacitação, TAF, avaliação panorâmica e índice de produtividade.

Este último representa o ponto mais sensível para a categoria PRF, na medida em que o sistema sindical sempre defendeu a adoção de critérios objetivos e índices factíveis para a ascensão na carreira, visando assim eliminar qualquer possibilidade de perseguição, arbitrariedade ou injustiça durante o processo de avaliação do servidor.

Com a edição da Instrução Normativa nº 103-DG, de 20 de setembro de 2017, se regulamentou o método de cálculo do Índice de Produtividade Operacional. A partir de reuniões entre a direção do órgão e o sistema sindical, se estabeleceu que a utilização do referido índice para avaliação dos servidores estaria sujeita a regulamentação dos índices para todos os demais PRFs do órgão, nas mais diversas áreas, além de possibilitar a participação da categoria e do sistema com sugestões e revisões sempre que necessárias.

Ao final do encontro, foi deliberado que a FenaPRF irá oficiar o órgão com as sugestões consolidadas durante a reunião, em especial as que limitam a utilização do índice para efeitos de ascensão na carreira PRF, a sua utilização em conjunto com os demais índices que irão apurar a produtividade de servidores em atividade em outras áreas (atividades de gestão e administrativa, por exemplo), bem como que o sistema será utilizado de imediato, em modo experimental, com a divulgação das pontuações para cada tipo de atividade desenvolvida, para que os servidores possam se ambientar com a plataforma e possam sugerir eventuais ajustes, com a mediação do sistema sindical, antes da sua utilização no modo “produção”.