TO: Educação para o Trânsito é a aposta da PRF para o futuro

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) possui Termo de Cooperação Técnica firmado com a Prefeitura Municipal de Palmas, tendo por objetivo principal implementar um projeto piloto nacional, a PRF inserindo-se de forma cotidiana na formação dos novos cidadãos, uma junção de esforços para incutir noções de cidadania e educação para o trânsito nas crianças e adolescentes da Escola de Tempo Integral Anísio Spínola Teixeira.

A instituição de ensino, localizada no Bairro Bertaville, foi a escola escolhida para se tornar a escola modelo da PRF. É a primeira escola do Brasil a ter elementos estruturais e conceito pedagógico alicerçados em princípios institucionais da PRF e com conteúdo multidisciplinar voltado para a educação para o trânsito.

O Grupo de Educação para o Trânsito (GETRAN) da PRF já realizava ações de educação para o trânsito em instituições de ensino através do projeto FETRAN (Festival de Trânsito) é um projeto que tem como foco ensinar e conscientizar crianças e adolescentes de todo o Brasil sobre a importância das leis de trânsito e assim reduzir os altos índices de acidentes graves e mortes.

Com os resultados positivos do projeto surgiu a ideia da parceria entre PRF e Prefeitura Municipal de Palmas, vínculo estruturado através do Grupo do GETRAN da PRF e da Secretaria Municipal de Educação. Diante da parceria instituída, a educação para o trânsito passou a ser abordada com os alunos de maneira mais profunda e cotidiana, no entanto, o público não se resume aos alunos, abrange também todo o corpo docente da escola, os pais e a comunidade, afinal a construção de um trânsito mais seguro depende da participação e conscientização de todos.

Para o Superintendente da PRF no Tocantins, Hallison Melo, “a educação para o trânsito é o principal caminho na construção de um trânsito mais seguro, formar cidadãos conscientes do seu papel e sua responsabilidade no trânsito é basilar para termos um país com um trânsito menos violento.”.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, precedido por Índia, China, EUA e Rússia e seguido por Irã, México, Indonésia, África do Sul e Egito. Juntas, essas dez nações são responsáveis por 62% das mortes por acidente no trânsito. Segundo Hallison Melo, “apenas a educação para o trânsito é capaz de mudar esta lamentável realidade nacional.”.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.