Pedido de concurso com 1.500 vagas para PRF é negado

Por
|

Pelo terceiro ano consecutivo o pedido de concurso da Polícia Rodoviário Federal (Concurso PRF) foi negado pelo governo federal. O pedido, que contava com 1.500 vagas para Policial Rodoviário Federal, foi rejeitado em função da suspensão dos concursos no Executivo federal em 2017, por conta da necessidade de ajustar as contas públicas. As informações são da Folha Dirigida.

A rejeição gera uma preocupação enorme, já que a PRF pode perder até 4 mil policiais, o equivalente a 40% do seu efetivo atual de cerca de 10.000 servidores. A intenção do novo concurso era o preenchimento nas regiões de fronteiras. Em recente auditoria feita pelo Tribunal de Contas da União (TCU) apontou que o efetivo do departamento na região é insuficiente para combater os crimes de fronteira, cujo prejuízo estimado é de R$1 bilhão aos cofres públicos.

De acordo com o Ex-subsecretário Nacional de Segurança Pública e membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, o cientista político Guaracy Mingardi, “se o efetivo já é curto agora, daqui a dois anos a situação vai ser tornar calamitosa”, alardeou, apontando que boa parte das estradas do Brasil são federais. “E o controle já é mínimo. Diminuir mais ainda o efetivo é complicado. Ou seja, o efetivo tem que ser recomposto o mais rápido possível, sob pena do serviço não funcionar”, concluiu.

Atualmente milhares de PRF’s estão atuando no setor administrativo. Um novo concurso exclusivo para Nível Médio (agente administrativo) também é de vital importância, pois poderá “liberar” tais policiais para atuarem na atividade fim, evitando o colapso na instituição devido redução do efetivo. CLIQUE AQUI e leia mais sobre o Concurso da PRF para Nível Médio.

O Concurso PRF
Recentemente a PRF solicitou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), 1.500 vagas no cargo de policial rodoviário federal. O o pedido teve sua conclusão em dois setores do ministério: a Coordenação Geral de Carreiras, Concursos e Desenvolvimento de Pessoas (SEGRT) e Coordenação Administrativa de Suporte Técnico (Coast), mas acabou sendo negado. A remuneração será de R$7.177,91, incluso o auxílio-alimentação, de R$458.

Para ingresso na carreira de Policial Rodoviário Federal, é necessário nível superior (em qualquer área) e carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria ”B”.

Fonte: Notícias Concursos

Notícias Relacionadas:

  1. Avança pedido de concurso para 1.500 vagas da Polícia Rodoviária Federal
  2. Cespe/UnB fará concurso da PRF para 1 mil vagas de policial
  3. DPRF solicita autorização para novo concurso, com mais 1.500 vagas para o cargo de Policial Rodoviário Federal
  4. DPRF lança concurso para 71 vagas
  5. PRF divulga resultado final da 1ª fase do concurso para 750 vagas