Policiais e Bombeiros Militares estão próximos de ver o fim da pena de prisão disciplinar

Por
|

O deputado Subtenente Gonzaga solicitou ao ministro, o apoio do Ministério da Justiça para que a votação do PLC 148/15 seja incluída na pauta do Senado e votada em Plenário. A proposta já foi aprovada pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em agosto deste ano. “Esse projeto é fundamental para garantir a cidadania dos policiais e bombeiros militares, que devem ser respeitados e tratados como cidadãos”, disse o deputado Subtenente Gonzaga.

O ministro da Justiça ficou convencido que há um consenso quanto à relevância da matéria e se dispôs a atender a solicitação.

Juntamente ao deputado, participaram também da reunião com o ministro, representantes do Gabinete Integrado dos Profissionais de Segurança Público e Ministério Público do Brasil: Sargento Bahia presidente da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais e diretor Jurídico da Associação Nacional dos Praças; Cabo Lotin presidente da Associação Nacional dos Praças; José Robalinho Cavalcanti presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República; Cel Elias Miller do Conselho Nacional de Comandantes Gerais; Cel Marcos Antônio Nunes de Oliveira comandante-geral da Polícia Militar do Distrito Federal; Sgt Denise da Associação Nacional das Entidades Representativas dos Militares Estaduais e Corpo de Bombeiros Militares do Brasil; Sgt Cláudio da Polícia Militar de Goiás; Norma Cavalcanti da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público; Renato Antônio Borges Dias da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais; Luís Antônio de Araújo Boudens da Federação Nacional dos Policiais Federais; e Cel Gouveia da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais.

Durante a reunião, que durou quase duas horas, também foi discutido outros assuntos para melhorar as questões da segurança pública em todo país. Ao final, o deputado Subtenente Gonzaga salientou seu posicionamento em relação à reforma da previdência, mas o ministro não se posicionou, comprometendo a voltar nesse assunto em um próximo encontro.

Fonte: Site do Subtenente Gonzaga

Notícias Relacionadas:

  1. Comissão da Câmara dos Deputados debaterá Código de Ética para policiais e bombeiros
  2. Câmara aprova anistia a bombeiros e policiais militares grevistas
  3. Praças militares e bombeiros criticam suporte oferecido nas UPPs
  4. Congresso derruba veto e autoriza anistia a policiais e bombeiros militares
  5. Comissão aprova seguro de vida para bombeiros e policiais