PRF apreende mais de 6 toneladas de maconha em MS; a maior do ano no Estado

Por
|

Foram apreendidos 6.847 kg de maconha que estavam sob carga de feijão – Foto: PRF

A Polícia Rodoviária Federal apreendeu neste sábado, 18, em Caarapó, um carregamento de maconha quando policiais abordaram uma carreta Scania/T113, com placas de Santo Antônio do Sudoeste/PR.

A carreta Scania, cor azul, parou às margens da rodovia e foi abordada por policiais rodoviários federais da Unidade Operacional de Caarapó, na BR 163. O motorista, um homem de 56 anos, afirmou a carreta estar carregado com soja de Amambai, entretanto apresentou nota fiscal referente a uma carga de feijão de Campo Grande com destinatário de Feira de Santana/BA.

As informações contraditórias levantaram suspeitas dos PRFs, que fizeram buscas na carreta e na carga, descobrindo sob toneladas de feijão uma grande quantidade de maconha.

Diante do flagrante, o motorista afirmou que carregou o entorpecente em Amambai, região de fronteira com o Paraguai, em um pátio de combustíveis, mas não informou detalhes.

A carga de feijão tinha em seus fardos inscrições em espanhol, o que pode evidenciar que o carregamento foi feito no país vizinho, caracterizando tráfico internacional de entorpecentes.

A pesagem da droga totalizou 6.847,3 kg (seis mil e oitocentos e quarenta e sete quilogramas e trezentos gramas) de maconha. O motorista foi preso e juntamente com a carreta e o entorpecente apresentados na Polícia Federal de Dourados. O motorista foi autuado por tráfico, com pena de 5 (cinco) a 15 (quinze) anos de reclusão que pode ser aumentada de um sexto a dois terços se a procedência caracterizar transnacionalidade do delito.

 

Fonte: Jornal Agora MS

Notícias Relacionadas:

  1. SP: PRF apreende cerca de 10 toneladas de maconha em carreta na Régis
  2. PR: PRF apreende mais de duas toneladas de maconha na 277
  3. RJ: Polícia Rodoviária apreende mais de cinco toneladas de maconha
  4. MS: PRF apreende duas toneladas de maconha em Caarapó
  5. MS: Maconha escondida em carne totaliza 10 toneladas