PRF’s participam de ato unificado contra PEC 287

Por
|

“A PEC 287 uniu todas as policias do Brasil todo, que não aceitam a Reforma com a redação do jeito que está”. Foto: Gustavo Cordeiro/FenaPRF

A União dos Policiais do Brasil – UPB realizou ato unificado em frente ao Congresso Nacional nesta quinta-feira (16/03), e PRFs de vários estados e do Distrito Federal estiveram juntos para fortalecer a luta contra PEC 287, da Reforma da Previdência. Conforme ressaltou o presidente da FenaPRF, Pedro da Silva Cavalcanti: “é fundamental que todos os servidores de segurança pública estejam unidos, inclusive em nível estadual e municipal, para que o Governo sinta nossa força desde a base”.

PRFs, policiais federais e civis e guardas metropolitanas começaram a se reunir às 14h. Ao lado da concentração foram fixadas cruzes brancas e caixões, além de um ataúde enorme com a inscrição “Maria morreu”, simbolizando o que vai acontecer caso a Proposta de Emenda Constitucional seja aprovada. “Quem vai querer ser policial neste país com estas condições de trabalho e sem direito à aposentadoria”, questionou o delegado da polícia federal Luciano Soares Leiro.

Os PRFs também mostraram solidariedade com outras classes trabalhistas. Paulo Sérgio Machado, presidente do SinPRF-SC, declarou que: “todas as áreas da sociedade devem estar alertas e unidas contra esta reforma”. O discurso de Machado faz eco à afirmação que o deputado federal Elvino Bohn Gass (RS) fez a policiais rodoviários federais dizendo que essa PEC é uma covardia do governo, o qual se esconde atrás de banqueiros e latifundiários para defender esta reforma. Para o deputado, policiais são os maiores responsáveis pela segurança, e não podem morrer antes de se aposentarem.

“O ato representa o anseio da categoria de segurança pública em manter a aposentadoria especial policial em razão dos riscos da carreira”, protestou José Nivaldino Rodrigues, presidente do SinPRF-DF.

O presidente do SinPRF-PE e da OPB, Frederico Ferraz Vieira de França, que compareceu ao ato com representantes das guardas municipais de Olinda, Recife e Camaragibe, chegou a ser barrado na manifestação que acontecera mais cedo na capital federal, mas mesmo assim manteve a convicção de que neste momento a união é fundamental para todos os trabalhadores brasileiros. Em sua página no Facebook, França fez transmissões ao vivo, mostrando os acontecimentos.

Segundo o presidente Cavalcanti, “A PEC 287 uniu todas as policias do Brasil todo, que não aceitam a Reforma com a redação do jeito que está”. Sem o tratamento diferenciado, os policiais se aposentariam depois dos 70 anos, sendo que a expectativa de vida de um profissional da segurança pública é de aproximadamente 56 anos.

 

confira galerias de fotos:

PRF’ de todo Brasil: https://www.facebook.com/pg/fenaprf/photos/?tab=album&album_id=1612197625461821
Ato no Distrito Federal: https://www.flickr.com/photos/fenaprf/albums/72157681485388485

Notícias Relacionadas:

  1. PRFs participam de debates sobre o Ciclo Completo de Polícia em Fortaleza e Recife
  2. PRFs de todo o Brasil participam da cerimônia de abertura da primeira edição dos Jogos de Integração
  3. Conselho de Representantes da FenaPRF é contra a qualquer aumento que exclua os PRFs aposentados e pensionistas
  4. PRFs da Delegacia de Chapecó participam de manifestação
  5. PRFs protestam contra demora excessiva do Governo Federal na regulamentação do adicional de fronteira