A um mês da Copa, Brasil envia 30 mil militares para vigiar fronteiras