“Austeridade” é péssimo argumento contra greves do funcionalismo