Author Archive:

RJ: Homem inventa assalto para recuperar moto em pátio da PRF e é preso

Um homem foi preso ao inventar um suposto assalto para tentar retirar uma moto apreendida em um posto da Polícia Rodoviária Federal. Ele foi preso na tarde desta segunda-feira na Presidente Dutra (BR-116), altura da Pavuna, Zona Norte do Rio.

De acordo com os agentes da PRF, o rapaz compareceu ao posto com um registro de ocorrência. Ele dizia ter sido roubado e a moto estaria apreendida no local. No entanto, a equipe que fez a apreensão estava no local e o reconheceu como condutor da motocicleta no dia da apreensão. A moto possuía diversos problemas e foi recolhida ao pátio para regularização.

Ainda de acordo com os agentes, o suspeito confessou que foi até uma delegacia no dia da apreensão e mentiu, dizendo que havia sido roubado há alguns dias. Com o registro de ocorrência, ele foi até o posto.

A ocorrência foi encaminhada para a 55ª DP (Queimados).

Fonte: Extra

PR: PRFs apreendem metralhadora, munições e 2,8 toneladas de maconha

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.798,6 quilos de maconha nesta segunda-feira (13) na BR-163 em Marechal Cândido Rondon, na região oeste do Paraná.

Além da droga, os agentes da PRF apreenderam ainda uma metralhadora calibre 9 milímetros, 450 munições de diversos calibres e quatro frascos de anabolizantes.

As cargas ilícitas eram transportadas em um fundo falso de um caminhão destinado ao transporte de frangos.

Preso em flagrante, o motorista, de 29 anos de idade, disse que saiu de Caarapó (MS) e que entregaria o droga, a arma e as munições em Sorocaba (SP).

A PRF encaminhaminou a ocorrência para a Delegacia da Polícia Federal em Guaíra.

O homem vai responder, a princípio, pelos crimes de tráfico de drogas, tráfico internacional de arma de fogo e importação ilegal de medicamentos.

Apreensões
Essa apreensão de maconha é a terceira maior feita este ano pela PRF no Paraná. A maior foi registrada no último dia 26 de julho, em Toledo, quando 4,3 toneladas de maconha foram apreendidas. A segunda maior ocorreu em Céu Azul, em 11 de agosto: quatro toneladas.

Fonte: Paraná Portal

RJ: Carreta roubada é recuperada pela PRF na Via Dutra

A Polícia Rodoviária Federal recuperou na manhã desta quinta-feira (9) na Via Dutra, em Porto Real, RJ, uma carreta que havia sido roubada no dia anterior. Após denúncias, o veículo foi encontrado abandonado em um posto de combustíveis na altura do km 296.

“Quando a equipe da PRF chegou ao local, foi constatado, através de consultas, que havia um registro de roubo/furto tanto para o cavalo-mecânico Volvo/FM 370, quanto para o semi-reboque. O veículo encontrava-se vazio, sem a carga”, explicou a PRF, acrescentando que a carga roubada era de chocolate está avaliada em R$ 114 mil.

Um motorista, que trabalha na mesma empresa dona da carreta, passou pelo local na hora e confirmou que o veículo havia sido roubado na madrugada de terça (7) para quarta-feira (8), nas proximidades de Três Rios.

A PRF informou que o registro da recuperação da carreta estava sendo feito na 100ª Delegacia de Polícia (Porto Real).

Fonte: G1

Diretor-Geral da PRF visita sede da FenaPRF

O Diretor-Geral do Departamento de Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias, esteve na noite da última quarta-feira (08) em visita ao Presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Deolindo Carniel.

A reunião serviu para alinhar políticas de valorização do policial rodoviário federal e também para trabalhar em melhorias de condições de trabalho dos PRFs em todo o Brasil.

Também participaram da reunião o diretor de secretaria da FenaPRF, José Aurivan; o representante regional da FenaPRF na região Nordeste, Ciro Ricardo; o diretor parlamentar, Pedro Cavalcanti e o diretor financeiro da entidade, Reginaldo Galdino.

 

TCU recomenda paralisação de 11 obras por indícios de irregularidades

O Tribunal de Contas da União (TCU) recomendou ao Congresso Nacional a paralisação de 11 obras por indícios de irregularidades. Entre elas estão a construção da Usina Nuclear de Angra 3, no Rio de Janeiro, além de rodovias e outras obras de infraestrutura.

Os achados estão no relatório anual de consolidação das fiscalizações de obras realizado pelo TCU, o Fiscobras. Também estão na lista de recomendações para paralisação a construção da BR-235 (Bahia), da BR-040 (RJ), do corredor de ônibus da Radial Leste, em São Paulo, do BRT de Palmas e do Canal do Sertão, em Alagoas, que integra a obra da transposição do rio São Francisco.

No total, foram identificadas irregularidades graves em 72 obras federais, das 94 obras que foram fiscalizadas neste ano. Entre as irregularidades mais encontradas estão projeto inexistente, deficiente ou desatualizado, sobrepreço ou superfaturamento, descumprimento de cronograma e aditivos irregulares.

A Construção da Refinaria de Abreu e Lima foi classificada como obra com indícios de irregularidade grave com recomendação de retenção parcial de valores. A classificação foi dada em um contrato de terraplenagem no ano de 2008 em razão de superfaturamento no montante R$ 69 milhões a preços da época.

No Fiscobras 2016, das 126 obras fiscalizadas, em 77 foram detectadas indícios de irregularidades consideradas graves, o que equivale a 61% do total de objetos auditados. Na edição de 2017, das 94 ações de controle, em 72 foram identificados achados considerados graves, o equivalente a 76% das auditorias realizadas.

O Fiscobras reúne as fiscalizações realizadas pelo TCU para verificar a execução das obras financiadas, total ou parcialmente, por recursos da União, por determinação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O relatório será encaminhado ao Congresso Nacional e as informações devem subsidiar a Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) para a distribuição dos recursos orçamentários para 2018.

Fonte: Agência Brasil

Câmara aprova fim de progressão penal para condenados por mortes de policiais

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 8504/17, do deputado Alberto Fraga (DEM-DF), que proíbe a progressão de regime para condenados por assassinato de policiais, devendo cumprir a pena integralmente em regime fechado.

O relator da proposta, deputado Sergio Zveiter (Pode-RJ), disse que é preciso enfrentar com mais rigor os assassinatos de policiais e parentes.

“Nesse contexto de anormalidade, medidas como essas são consideradas realmente muito duras, mas temos crime hediondo praticado contra agente de segurança pública por bandidos altamente armados. É preciso que não haja progressão no cumprimento da pena nesses casos”, disse Zveiter, que rejeitou emendas ao projeto.

A progressão de pena permite ao condenado ir aos regimes semiaberto e aberto. Sem isso, terá de cumprir a pena toda em regime fechado.

O líder do PT, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), disse, no entanto, que a medida não teria efeitos porque o Supremo Tribunal Federal (STF) já decidiu que é inconstitucional impedir a progressão de regime, pois a pena é individualizada. “Será absolutamente inócuo e só vai contribuir para o aumento do encarceramento”, criticou.

Crime hediondo
Na mesma sessão, os deputados aprovaram o destaque do PMDB para aumentar o tempo de cumprimento de pena em regime fechado para que o condenado por crime hediondo, prática de tortura, tráfico ilícito de entorpecentes e terrorismo possa migrar para outro regime.

Atualmente, a Lei de Crimes Hediondos (8.072/90) prevê o cumprimento de dois quintos da pena se o preso for réu primário e de três quintos se for reincidente. O destaque propõe metade da pena se réu primário e de deois terços se reincidente.

Prisão preventiva
Os deputados rejeitaram, em seguida, destaque do PT que pretendia exigir que o juiz fundamente, na sentença condenatória, a decisão de aplicar medida cautelar ou prisão preventiva ao condenado.

Atualmente, o juiz precisa fundamentar apenas a decisão de permitir ao réu apelar em liberdade.

Fonte: Agência Câmara

Operação Finados: estradas federais do Rio registram 64 feridos e quatro mortos

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou a Operação Finados nas estradas de acesso ao Rio de Janeiro registrando, nos cinco dias do feriadão, um total de 62 acidentes que resultaram em 64 pessoas feridas e 4 mortes.

Dados preliminares indicam que, entre os dias 1º e 5 de novembro, foram fiscalizados um total de 6.294 veículos e emitidos 3.030 autos de infração, a maioria por falto do uso do cinto de segurança. Foram autuados ainda 402 condutores fazendo ultrapassagens proibidas, das quais 150, em faixas duplas contínuas.

No período, a Polícia Rodoviária Federal recolheu 49 Carteiras Nacionais de Habilitação e apreendeu um total de 93 veículos. Vinte e um motoristas foram autuados por conduzirem crianças sem a cadeirinha para menores.

Acidentes graves
Segundo as informações divulgadas pela Polícia Rodoviária Federal, o primeiro dos acidentes envolvendo vítimas fatais ocorreu logo na madrugada do primeiro dia da operação, na quarta-feira (1º). Por volta das 00h40 um motociclista não identificado pela polícia caiu de sua moto, na altura do quilômetro 296 (km 296) da BR-101. O condutor chegou a ser levado com vida para o Hospital Desembargador Leal Júnior, em estado grave, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Nas primeiras horas da manhã da quinta-feira de finados (2) o motoristas de um veículo Ford Focus, com placa de Juiz de Fora (MG) perdeu a direção e colidiu com um “objeto fixo”. O acidente aconteceu no km 70, da BR-040, próximo ao município de Petrópolis. O acidente resultou em uma pessoa morta, uma ferida gravemente e duas tiveram ferimentos leves.

No dia seguinte, sexta-feira (3), por volta das 7h, uma colisão entre um Agile da GM e uma Van, com placas de Duque de Caxias e Magé, municípios do RJ colidirem frontalmente. No acidente, 12 pessoas saíram feridas levemente e uma em estado grave.

Os outros dois acidentes com vítimas fatais ocorreram no último sábado (4). Por volta das 20h um ciclista de 38 anos foi atropelado no km 264 da BR-101, altura de Rio Bonito e não resistiu vindo a falecer.

Um pouco mais tarde (por volta das 23h30, também na BR-101, na altura do km 119, em Campos dos Goytacazes, mais uma vítima fatal decorrente de queda de motociclista: o moto estava sem placa e uma mulher morreu em consequência do acidente.

Lei seca e ocorrências
Nos cinco dias de duração da Operação Finados a Polícia Rodoviária Federal realizou 1.529 testes para detectar motoristas que estivessem dirigindo sob efeito de bebida alcoólica, que resultaram em 14 autuações por constatações e outras 23 por recusa de realização do teste no bafômetro, tendo efetuado uma prisão.

No período foram, ainda, recuperados 25 veículos roubados, mas registrado um número bem maior de prisões: 84 pessoas. A Operação Finados também apreendeu 41,5 quilos de maconha, 134 gramas de cocaína, 64 armas e 15 animais silvestres conduzidos irregularmente.

Fonte: Agência Brasil

NOVEMBRO AZUL – A importância do diagnóstico precoce

Combater o câncer de próstata tem sido uma luta crescente no Brasil. Ano após ano as campanhas em torno da prevenção da doença se multiplicam e atingem positivamente a sociedade. Vencer o machismo e abordar o homem sobre a importância de exames rotineiros é um desafio, por isso, a campanha do Novembro Azul em 2017 foca no diagnóstico precoce, essencial para que se tenha sucesso no tratamento do câncer.

Atualmente, a doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens, somando mais de 13 mil mortes anuais, que leva ao impressionante dado de uma morte a cada 40 minutos. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), em 2016 foram 61 mil novos diagnósticos registrados, mesma previsão para 2017. Em dados gerais, o câncer de próstata é o quarto mais frequente na população brasileira e infelizmente 20% dos pacientes só são diagnósticados quando o tumor está em estado avançado.

Novembro Azul
O responsável por trazer a campanha do Novembro Azul ao Brasil foi o Instituto Lado a Lado pela Vida. A primeira mobilização em território nacional ocorreu em 2008 de maneira pontual. O objetivo do instituto era trazer ao país uma campanha para quebrar tabus que até hoje envolvem os exames de prevenção ao câncer de próstata.

Vetado uso de armas de fogo por agentes de trânsito

O projeto de lei que autorizava o uso de armas de fogo por agentes de trânsito foi vetado ontem pelo presidente da República, Michel Temer (PL 3624/08). O Ministério da Justiça, que orientou o presidente a vetar a proposta, argumenta que os agentes não exercem atividade de segurança pública.

“Os agentes aos quais o projeto pretende autorizar aquele porte não exercem atividade de segurança pública e, no caso de risco específico, há possibilidade de se requisitar a força policial para auxílio em seu trabalho”, afirmou o ministério, em nota.

A proposta alterava o Estatuto do Desarmamento (Lei 10.826/03), que autoriza o porte de arma para diversas categorias, entre elas: policiais (federais, civis, rodoviários, ferroviários, militares, bombeiros militares), integrantes das Forças Armadas, guardas municipais e auditores fiscais do Trabalho.

O projeto havia sido aprovado pela Câmara em 2015 e pelo Senado, no mês passado.

Fonte: Agência Câmara

PR: Perseguição por câmeras termina em prisão de grupo que roubava ônibus

Uma perseguição policial por câmeras acabou na prisão domingo (29) de um grupo acusado de assaltar ônibus de turismo em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba. Equipes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil, perseguiram por quase 30 km da BR-116 os cinco homens detidos, acusados de roubar dois ônibus que seguiam para o Paraguai. Toda a fuga foi acompanhada por câmeras da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que repassava à central do Cope a localização do grupo.

Uma perseguição policial por câmeras acabou na prisão domingo (29) de um grupo acusado de assaltar ônibus de turismo em Mandirituba, na região metropolitana de Curitiba. Equipes do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope), da Polícia Civil, perseguiram por quase 30 km da BR-116 os cinco homens detidos, acusados de roubar dois ônibus que seguiam para o Paraguai. Toda a fuga foi acompanhada por câmeras da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que repassava à central do Cope a localização do grupo.

Na mesma noite, dois ônibus que seguiam para o Paraguai foram assaltados nos municípios de Rio Azul e Mallet, na região Centro-Sul do estado. “As duas ações ocorreram no período de meia hora”, informou o delegado. Segundo ele, a quadrilha atirou contra os coletivos, fez os motoristas pararem para que os ônibus fossem invadidos e roubassem todo o dinheiro dos passageiros. Após o assalto, os passageiros e motoristas foram trancadas no porta-malas.

 

Assista ao vídeo:

 

Após o segundo assalto, a quadrilha cruzou com policiais militares e houve troca de tiros. Os suspeitos, então, abandonaram dois carros na rodovia e se esconderam na mata até a manhã de domingo (29), quando decidiram retornar a Curitiba. No entanto, o veículo utilizado para o retorno foi identificado e a quadrilha passou a ser monitorada pelas câmeras de segurança.

No quilômetro 175 da BR-116, por exemplo, eles foram vistos trafegando em alta velocidade. Já no quilômetro 164, foram flagrados realizando uma ultrapassagem forçada e entrando em um posto para abastecer pouco depois. “Fomos acompanhando o trajeto feito por eles com o auxilio das câmeras, montamos um cerco policial nas principais entradas da cidade e os abordamos rapidamente”, afirmou o delegado.

Segundo Brown, o acompanhamento tático na rodovia durou apenas alguns minutos e não houve reação na abordagem. “Conseguimos cercá-los e todos se entregaram sem troca de tiros”, pontuou.

Com os suspeitos, a polícia apreendeu uma pistola Glock calibre 45, um Fuzil AK-47 calibre 7.62, cinco pares de placas balísticas, quatro balaclavas, três pares de luvas, dois canivetes e cerca de R$ 15 mil em dinheiro.

Os cinco envolvidos foram encaminhadas à delegacia e responderão por associação criminosa e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Fonte: Gazeta do Povo