Brasil envia 9 mil homens à fronteira com Paraguai, Uruguai e Argentina para reforçar a segurança