Câmara analisa projeto que criminaliza a simulação de ato terrorista