PRF-PE decreta estado de alerta e pode paralisar no Carnaval

A Polícia Rodoviária Federal de Pernambuco decretou estado de alerta e um indicativo de greve no período do Carnaval. Isso significa que a qualquer momento a PRF-PE pode paralisar os trabalhos ou entrar em operação padrão. Os policiais estão reivindicando a realização de concurso para o setor administrativo, aumento do efetivo, renovação dos equipamentos de trabalho, além da saída do diretor-geral do órgão, Hélio Cardoso.
Segundo o presidente do Sindicado dos Rodoviários Federal de Pernambuco, Paulo Arcoverde, os serviços essenciais serão mantidos como determina a lei. “Eu acredito que 30% do efetivo deve funcionar. O principal problema que haverá são as convocações, já que durante as festividades são convocados efetivos extras. Caso haja a greve no período de Carnaval, o Estado não poderá contar com essa patrulha extra”, alerta.
De acordo com o sindicato, Hélio Cardoso está no posto há oito anos e mais de 90% da categoria reprova a gestão dele. Além de Pernambuco, sete estados brasileiros decretaram estado de alerta. São eles BA, CE, MG, MS, RS e DF.
Nos próximos dias 15 e 16 de fevereiro, os sindicatos de vários estados vão estar em Brasília, reivindicando as mudanças junto ao Ministério da Justiça. Em Pernambuco, a PRF tem um efetivo de 450 policiais.

Fonte: SinPRF/PE