Com presença de Raul Jungmann, governo do RS e PRF firmam convênio sobre cercamento eletrônico

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Foi assinado nesta terça-feira (20) em Porto Alegre o convênio entre o governo do Rio Grande do Sul e a Polícia Rodoviária Federal para o compartilhamento de informações dos sistemas de monitoramento e cercamento eletrônico. A cerimônia da assinatura foi realizada no Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, com a presença do ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann.

A parceria tem vigência de cinco anos e não prevê empenho de receitas específicas para a realização, de acordo com o governo.

Com o convênio, a PRF passará a atuar no Centro Integrado de Comando e Controle da Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. O objetivo é garantir maior integração e melhor capacidade de pronta resposta em situações de crise, em operações conjuntas e em outros episódios que demandem a presença de efetivo da corporação.

Serão compartilhadas cerca de 1,2 mil câmeras, além do banco de dados. Informações que são sigilosas seguirão nessa condição.

Hoje, o governo do RS possui 42 câmeras, mas tem acesso a pouco mais de 1 mil quando são incluídos equipamentos de empresas e prefeituras, por exemplo.

A PRF não divulga quantas câmeras tem pelo país, mas o governo gaúcho poderá ter acesso a todas. O projeto não é uma novidade, e começou no Ceará.

“Nenhuma das constituições brasileiras previu o papel do governo federal na Segurança Pública. Com essa integração, pretendemos assumir nossa responsabilidade em conjunto com os estados para combater a criminalidade”, disse o ministro Jungmann durante a solenidade.

Estiveram também no ato o governador José Ivo Sartori, o secretário estadual da Segurança Pública, Cezar Schirmer, e o superintendente da PRF no Rio Grande do Sul, João Francisco Ribeiro de Oliveira.

Fonte: G1

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.