Comissão geral debate terceirização por 5 horas; sem a presença do povo