Corregedoria quer investigar como coronel reformado comprou Porsche avaliado em R$ 650 mil