Decisão garante aos inativos por doenças incapacitantes a não devolução de contribuição previdenciária