Desvio de verbas em educação e saúde poderá ser crime hediondo