Enquanto país protesta contra terceirização, STF amplia modelo para o serviço público