FenaPRF e SinPRF-ES debatem os gargalos da BR-101 no Espírito Santo e os impactos contra os PRFs

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O Espírito Santo é o coração de uma das principias rodovias federais do Brasil, a BR-101. Com quase 500km de extensão, consequentemente, tal via é uma das mais violentas do Brasil. Somente em 2017, foram 3650 acidentes no trecho que corta o estado do Espírito Santo, com 201 óbitos, de acordo com dados da PRF e da concessionária ECO-101.

Por conta de dados como este, a Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) e o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Espírito Santo (SinPRF-ES), promoveram o debate ‘Diálogo Aberto’ para discutir essa situação e o impacto que causa no trabalho da PRF. O evento aconteceu nesta quinta-feira, no Itamaraty Hall, em Vitória-ES.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, apresentou dados para discutir os gargalos rodoviários da infraestrutura, que podem causar sérios danos aos policiais rodoviários federais. Hoje, a maior causa de acidentes na BR-101 no Espirito Santo são as colisões, lideradas pelas colisões traseiras.

Carniel destacou que medidas podem ser tomadas para evitar tais acidentes. “As condições das rodovias são fatores que impactam diretamente nos acidentes de trânsito. Por isso, há a necessidade de duplicação na rodovia. Isso é um investimento, que reduz o número de mortes e feridos, o que impactará diretamente no trabalho da PRF”, pontou.

Atualmente, o estado capixaba conta com 475,9 quilômetros de extensão da BR-101, e é administrada pela concessionária ECO-101 desde 2013. A BR-101 tem início no município de Touros-RN e termina em São José do Norte-RS, atravessando doze estados brasileiros, com um total de 4.772km de extensão, a maior do Brasil.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.