Milícias mudam de estratégia para não chamar atenção, mostra estudo da Uerj