MT: PRF faz apreensão de supermaconha em posto

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu durante fiscalização de rotina na BR-163, no Posto do Mineirinho, em Itiquira-MT, 540 tabletes de substância análoga a maconha. Junto ao material apreendido, um total de 274 quilos, estavam também 13 quilos de skunk, mais conhecida como supermaconha.

Segundo a PRF, por volta das 4h de ontem (2), uma equipe realizava fiscalização de rotina no Km 50 da BR-163, quando foi dada ordem de parada a um veículo VW/Polo cor prata, com placas de São Paulo, que era conduzido por um homem de 21 anos e tinha como passageira uma mulher de 25.

Durante a abordagem, os policiais perceberam o nervosismo do casal e solicitaram a abertura do porta-malas do carro, momento que os dois acabaram confessando que estavam transportando o entorpecente. Diante dos fatos, foi dada a ordem de prisão a ambos pelo crime de tráfico de drogas, sendo encaminhados para a Polícia Federal de Rondonópolis. Os nomes dos presos não foram divulgados.

Esta é a segunda grande apreensão de droga em Mato Grosso nos últimos dias, sendo que no dia 25 de julho a PRF, em parceria com a Polícia Civil, apreendeu 552 tabletes de maconha e 55 pacotes de skunk, também provenientes do Estado de Mato Grosso do Sul e que abasteceriam pontos de drogas em Cuiabá e Várzea Grande.

SKUNK – Chama a atenção que a chamada supermaconha comece a aparecer com maior frequência nas apreensões realizadas no Estado. Desenvolvido em laboratórios holandeses, enquanto em uma espécie de cannabis sativa comum a concentração de tetra-hidrocarbinol (THC) – principal componente da planta da maconha – é de 2,5%, no skunk pode chegar a 17,5%. Ela também é apelidada como “maconha de rico”, por ter valor no mercado ilícito maior que a maconha comum.

Reprodução: A Tribuna

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.