Nota da FenaPRF sobre decisão do Superior Tribunal de Justiça