Novo presidente do Supremo sai em defesa do CNJ