PA: Ultrapassagem indevida lidera número de infrações na BR-163 em Santarém

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O desrespeito às leis de trânsito aumentou em todo o país, segundo um estudo da Polícia Rodoviária Federal (PRF) sobre acidentes nas estradas. Na BR-163, que liga Santarém, no Pará a Cuiabá, no Mato Grosso, os índices são preocupantes.

Segundo a PRF, só no trecho da Região Metropolitana, duas pessoas morreram em acidentes graves, de janeiro a outubro deste ano. Em todo o país, a desobediência às normas de trânsito foi a segunda maior causa de acidentes e ela matou 515 pessoas.

A ultrapassagem indevida lidera o número de infrações em Santarém. Foram 382, segundo o balanço de janeiro a outubro. Depois aparecem: condutor e passageiro sem o cinto de segurança – 224; condutor e passageiro sem capacete – 151; alcoolemia -90; criança sem a cadeirinha – 47.

Ainda de janeiro a outubro, foram feitas 18.084 abordagens na estrada, segundo a PRF. Ao todo, 17.703 veículos foram fiscalizados. A PRF também realizou 7.508 testes do bafômetro – para saber se a pessoa dirigiu sob o efeito do álcool ou não.

No domingo (28), um motociclista morreu ao se envolver em um acidente grave com um carro na BR-163. A batida aconteceu no km 23 da rodovia, no trecho da comunidade Tabocal. O motorista do carro dirigia sob efeito de álcool e foi preso por embriaguez.

Para a PRF, a falta de atenção e o excesso de velocidade são as maiores causas de acidentes nas estradas. A ultrapassagem indevida, que ocasiona um grande número de batidas, também é a principal causa de acidentes, inclusive com mortes.

“São infrações essas, as mais praticadas na rodovia pelos usuários da rodovia. Tem realmente nos preocupado porque tem sido alvo de vários acidentes”, disse o delegado chefe da PRF em Santarém, Sidmar Oliveira.

O Código de Trânsito Brasileiro é bem claro e diz que o condutor que for flagrado em ultrapassagem em faixa contínua, será autuado com infração gravíssima e multa de R$ 1.467,35 e 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

O mesmo valor será pago pelo motorista que ultrapassar pela contramão. Se a infração se repetir em menos de um ano, o valor dobra, com multa de R$ 2.934,70, além da suspensão da CNH.

Desde 2016, é obrigatório acender os faróis baixos nas estradas, mas muitos motoristas esquecem. Ignorar a faixa contínua, que indica que é proibido ultrapassar, também é comum nas rodovias de mão dupla. Dirigir com o celular na mão também é outro constume dos motoristas.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.