PI: PRF monitora trecho da BR-343 com infiltração: ‘corre risco de desmoronar’, diz superintendente

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que está monitorando o trecho do Km 339 da BR-343, saída de Teresina para o Litoral, onde a infiltração aumentou após as chuvas do fim de semana. Segundo o superintendente Wellendal Tenório, o alerta é para o risco de novo desmoronamento da rodovia.

“Parte da parede de sustentação do asfalto já desmoronou e inspira cuidados. Vamos acompanhar e de acordo com o risco, vamos voltar interditar. O risco é de desmoronar poucos metros do trecho que foi recuperado e interditado início da semana passada”, explicou.

Para Wellendal, é preciso uma intervenção urgente, caso contrário, o problema será agravado. Ele destacou que o local está sofrendo grave erosão no acostamento, necessitando de obras emergenciais.

“São dois processos que ocorrem lá: a água provoca uma erosão normal, que perde um pouco da sustentação do solo, e a erosão provocada pela gravidade/peso dos carros. Quando eu tenho as chuvas, a correnteza da água provoca erosão nas bordas. Quando isso tudo junto a situação complica um pouco”, comentou.

Relatório de riscos
Em novembro, a Polícia Rodoviária Federal divulgou um relatório em que alertava para problemas de escoamento de água neste trecho da BR-343. De acordo com os peritos da PRF, o trecho foi recuperado de forma provisória depois de desmoronar em março de 2018.

A perícia da PRF encontrou no trecho problemas com os acostamentos, escoamento da água, sinalização horizontal, efeito degrau, estreitamento no trecho, e uma erosão profunda na lateral da pista.

Segundo o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT) Ribamar Bastos, a obra para recuperação definitiva do trecho acrescentaria em torno de R$ 5 milhões no valor da duplicação da BR 343 em Teresina, já orçada em cerca de R$ 33 milhões.

Reprodução: G1

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.