PIB mostra que “gastos” com servidores permanecem estagnados há mais de dez anos