Plenário pode votar hoje pontos polêmicos do projeto da terceirização