Preconceito poderá render pena de até seis anos de prisão