Prédios públicos federais vão ter que reduzir consumo de energia e água