Presidente da Câmara defende votação de uma agenda de segurança pública