Procurador-geral é a favor da criminalização da homofobia