Servidor que não quis acordo volta a negociar