Sessão solene em homenagem à Semana do Trânsito é marcada por pedidos por mais segurança viária

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Sessão Solene em homenagem à Semana do Trânsito, realizada na manhã desta terça-feira na Câmara dos Deputados, ganhou discursos de atenção e protesto contra os altos números de acidentes nas vias urbanas e rodovias brasileiras.

O evento, ocorrido no Plenário Ulysses Guimarães, contou com a presença de diversos parlamentares sensíveis à causa, cerca de dez deputados pediram espaço para destacar ações positivas em torno do trânsito seguro. Policiais rodoviários federais, agentes de trânsito estaduais e municipais também estiveram presentes.

Presidindo a sessão, o deputado federal Nicoletti (PSL/RR), que é policial rodoviário federal, foi o primeiro a discursar no evento. “Desde que entrei na PRF me identifiquei com a educação no trânsito. É gratificante poder levar conscientização para dentro das escolas, empresas, e pelas ruas. É importante que nos conscientizemos para que diminuamos a quantidade de acidentes”, afirmou o parlamentar.

Ferrenho defensor do trânsito seguro, o deputado federal Hugo Leal (PSD/RJ) falou em tom desabafo. Segundo ele, é preciso que haja melhorias no trânsito brasileiro. “Eu estou cansado de discutirmos essas questões de legislação, de discutir qual a placa teremos nos carros e quem vai fazer essa autorização. Enquanto discutimos isso, crianças e jovens morrem todos os dias no nosso trânsito. É impressionante que tenhamos números tão altos”, disse.

A deputada federal Christiane Yared (PL/PR) sentiu na pele os efeitos de um crime de trânsito. A parlamentar perdeu seu filho em 2009, quando o carro em que estava o jovem foi atingido pelo veículo de um ex-deputado estadual, que estava embriagado e com a carteira de motorista cassada. O carro do infrator estava a 170km/h no momento do acidente.

Christiane Yared (PL/PR) afirmou que a impunidade é o que mais dói para os familiares das vítimas do trânsito violento. “A única maneira de mudar a realidade do Brasil é fazer com que a Sociedade sinta pertencimento com a causa do trânsito. Como fazer isso com leis tão permissivas? Temos apenas 11 pessoas presas por crimes de trânsito. Como a justiça enfrenta essas famílias que perderam entes queridos com o discurso de que eles não saíram com a intenção de matar. E nossos familiares, amigos, saíram com a intenção de morrer?”, indagou a deputada.

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, chamou a atenção dos presentes para a situação da PRF, uma das forças para diminuir os crimes de trânsito. “Temos dados alarmantes de mortes no trânsito e mesmo com todas as dificuldades a PRF consegue, ano após ano, diminuir o número de mortes nas rodovias. Infelizmente estamos perdendo muito, estamos sem capital humano. Pode ser que pela primeira vez em muitos anos tenhamos um aumento nas mortes em rodovias, nós não tempos pessoal para trabalhar. É importante que o quadro da PRF seja recomposto para que continuemos nosso trabalho, para que continuemos preservando vidas”, discursou.

Dados do Ministério da Saúde divulgados em maio deste ano mostram que, no Brasil, cinco pessoas morrem a cada hora em decorrência de acidentes de trânsito. Outro estudo, realizado pelo Conselho Federal de Medicina, aponta que, nos últimos dez anos, os mesmos acidentes deixaram cerca de 1,6 milhão de feridos e custaram cerca de R$ 3 bilhões ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Valorização da vida
A semana do trânsito terá início na próxima quarta-feira (18) e irá até o dia 25 de setembro. Com o mote “No trânsito, o sentido é a vida”, a campanha buscará chamar a atenção da sociedade para que o país consiga cumprir a meta estipulada pela Organização das Nações Unidas (ONU) de reduzir a mortalidade em acidentes de trânsito em 50%.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.