UPB reúne-se com ministro Santos Cruz para tratar sobre a reforma da Previdência

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A União dos Policiais do Brasil esteve, na tarde desta quinta-feira (18), no Palácio da Alvorada, reunido com o Ministro da Secretaria de Governo, o General Carlos Alberto dos Santos Cruz, para debater sobre a reforma da Previdência. A reunião contou com a presença do líder do Governo na Câmara dos Deputados, Major Vitor Hugo (PSL-GO), e com o deputado federal e vice líder do governo na Câmara José Medeiros (PODE-MT).

Os membros da UPB apresentaram suas demandas sobre o atual texto da reforma, que tira algumas garantias constitucionais que prejudicam sobremaneira os servidores da segurança pública.

“O regime atual da previdência traz um tratamento similar entre as forças de segurança, sejam civis ou militares. Essa similaridade é fática, em razão das peculiaridades das atividades desenvolvidas por esses servidores, e está sendo quebrada. Estamos sendo jogados a um regime semelhante aos demais servidores e trabalhadores, com o policial obrigado a trabalhar até o limite da idade constitucional, e quem perde com isso é a sociedade”, pontuou Marcelo Azevedo, diretor jurídico da FenaPRF, que representou a Federação na reunião.

Com experiência na área de segurança pública, como Secretário Nacional de Segurança Pública, Santos Cruz sempre adotou uma política de defesa dos servidores policiais.

“Esse é um assunto que eu já conheço. E a conta não pode ir para a polícia por falta de legislação. Vamos pontuar todas as questões em um relatório que será encaminhado ao Paulo Guedes (ministro da Economia), ao Sérgio Moro (ministro da Justiça) e ao presidente, para que possa ser estudado intensamente”, prometeu.

A reunião foi articulada pelo SinPRF/GO e pela FenaPRF com o líder do governo na Câmara, o deputado federal Major Vitor Hugo, do PSL-GO, e contou com a presença de representantes das entidades que compõem UPB.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.