Vice-Presidente da FenaPRF abre a IV Oficina de Lucro Social em Brasília

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

O vice-presidente da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF), Dovercino Borges Neto, abriu nesta quinta-feira, (13/12), a IV Oficina de Lucro Social – Ferramenta de Negociação e Transparência no Setor Público, agradecendo a parceria com o Sindicato Nacional dos Servidores do Inmetro (ASMETRO-SN), que elaborou a metodologia aplicada há cerca de 10 anos, a partir de pesquisas e estudos.

O vice-presidente da FenaPRF, Dovercino Borges Neto, lembrou que o trabalho da categoria tem 85% de aprovação da sociedade. A partir da utilização dos indicadores do lucro social, ele acredita que o porcentual será ampliado. “Buscamos o aperfeiçoamento, a qualidade e o reconhecimento de nosso trabalho”, disse.

O presidente do ASMETRO-SN, Sergio Ballerini, parabenizou a Federação pelo interesse em realizar a oficina com a entidade. “Hoje, a Federação é o protagonista da oficina, o que muito nos honra”, comentou. A IV Oficina está sendo realizada até sábado (15), no Villa Velluti Hotel, em Brasília, reunindo cerca de 35 representantes de 12 Sindicatos dos Policiais Rodoviários Federais em todo o país, do Departamento de Polícia Rodoviária Federal (DPRF), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e do Inmetro.

A oficina objetiva transferir à Polícia Rodoviária Federal, através de sua Federação, mecanismos para elaboração de indicadores de lucro social capazes de serem utilizados para apresentar à sociedade a importância das ações desempenhadas pela instituição. De que forma? Apresentando números concretos de seu desempenho, através da metodologia do Lucro Social da PRF como uma ferramenta de transparência das ações sociais para aproximação com os diversos setores da sociedade e, por parte dos sindicatos e associações, em mesas de negociação.

A origem
A história do lucro social vem de longe: “é um conceito adaptado do modelo Embrapa e consiste na criação de indicadores sociais devidamente validados e alimentados por bases de dados críveis, elaborados por profissionais com profundo conhecimento de suas respectivas áreas e instituições”, lembra Rodrigo Ozanan, secretário geral do ASMETRO-SN.

Na definição do Sindicato, lucro social é “quantificação do retorno e/ou economia, em prol da sociedade, dos investimentos feitos em função da ação de um órgão governamental, quer seja diretamente, através das ações de fiscalização, regulação e controle, ou indiretamente, através de desdobramentos de duas ações”.

“Outro objetivo da IV Oficina é trazer à tona os números, a abrangência e o impacto das ações da Polícia Rodoviária Federal junto à sociedade para que possam ser utilizadas como moeda de troca de alto valor agregado em mesas de negociação com o governo federal, ou seja: utilizar o Lucro Social como uma ferramenta de negociação”, lembrou Ballerini.

Finalmente, mas não menos importante, observou, visa possibilitar ao gestor, através do entendimento correto do processo e do impacto do desdobramento de suas ações nos processos, a análise mais correta dos recursos da instituição. “Para isso, é necessário maximizar seu potencial no cumprimento de missão institucional, ou seja: utilizar o Lucro Social como mais uma ferramenta de gestão”.

Ballerini lembrou que em geral, a luta por direitos leva a enfrentamentos e manifestações, enquanto a necessidade de negociação fica em segundo plano, porque não há produto a se apresentar. “Se nossa instituição é forte, nós seremos fortes”, destacou. No que se refere a “ponto de vista”, ele lembrou que na visão da sociedade, os policiais rodoviários federais são apenas guardas. “Mas vocês podem dar mais visibilidade à sociedade em relação ao que fazem. Devem mostrar à sociedade os projetos e produtos mais nobres que têm”.

Temas da oficina
A IV Oficina aborda temas de grande interesse dos policiais rodoviários federais, com a participação de especialistas em cada um dos temas debatidos, estudos de caso, mesa redonda, elaboração e apresentação do esboço de cada indicador de Lucro Social da PRF. Entre os temas: A visão da população sobre o funcionalismo público; Sustentabilidade e os Desafios da Transparência; Conceito de Lucro Social, a importância do domínio da mesma e seu potencial impacto em negociações sindicais; Ferramentas necessárias para identificação dos processos relevantes da PRF e elaboração de indicadores de lucro social; e a Criação dos indicadores de lucro social da PRF para os processos identificados na oficina.

IV Lucro Social

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.