Violência no Brasil em 2015 matou mais que ataques terroristas no mundo em 2017